19/04/2018
Categoria • BEM-ESTAR

Antibiótico corta o efeito do anticoncepcional?

Fique atento e confira os riscos dessa combinação de medicamentos.

O uso de Antibióticos pode cortar o efeito da pílula anticoncepcional devido a uma interação medicamentosa entre eles e por isso para evitar uma gravidez indesejada o casal deverá usar camisinha enquanto a mulher estiver tomando o antibiótico e até sete dias depois de parar o tratamento.

O antibiótico pode cortar o efeito da pílula de 21 e 24 dias, das injeções anticoncepcionais e também da pílula do dia seguinte. No entanto, não corta o efeito da pílula de uso contínuo.

Antibióticos que cortam o efeito da pílula:
Esta interação de medicamentos pode ocorrer com o uso de qualquer antibiótico, como amoxicilina, azitromicina e outros.
Se tomou o antibiótico e teve relação sem camisinha, o risco da gravidez existe.

Porque o antibiótico corta o efeito da pílula?

O antibiótico pode cortar o efeito do anticoncepcional, pois diminui a concentração de hormônios presentes na pílula que circulam no sangue tornando-a ineficaz. Isso ocorre porque os antibióticos destroem as bactérias intestinais, responsáveis por gerar reações enzimáticas que impediriam o período fértil.
Ainda não se sabe explicar a fundo o motivo pelo qual o antibiótico não corta o efeito da pílula de uso contínuo.

 

Núcleo de Pesquisa Fórmula e Cia.

COMPARTILHE: Facebook Twitter Linkedin Whatsapp
TAGS:

FALE CONOSCO

TEL.: 0800 111 747 | (19) 3705 1122